A sua ressonância magnética mostrou algo "assustador"?

A sua ressonância magnética mostrou algo

Deixe me adivinhar uma coisa, você foi até ao médico com a queixa de dor na coluna, ele após examinar fisicamente ou não, fez a solicitação de um exame de imagem, raio-x ou uma ressonância, e pediu para voltar quando tiver o resultado. Pois bem, você retorna com seus exames e o seu diagnóstico é uma hérnia de disco, onde o mesmo te orienta a procurar a fisioterapia e passa algumas orientações para você, assim como alguns medicamentos. Essas orientações envolvem não abaixar para pegar um objeto no chão, trocar o seu colchão, não carregar sacolas, não caminhar em subidas, enfim, acaba passando várias restrições, e , você com dor e sem saber o que fazer ao certo, segue arrisca elas, percebendo muitas vezes que a dor não vai embora, acaba procurando outro profissional e por ai vai, a história é longa e nós conhecemos muito bem ela.

Por isso venho através deste texto tentar explicar algo que acontece MUITO no dia a dia de todos pacientes que fazem uma ressonância para achar a causa da sua dor lombar. Vou te contar um segredo que provavelmente nenhum profissional te contou.

Saiba que ao realizarmos esse exame (ressonância magnética) em pessoas assintomáticas (sem sintomas na coluna vertebral), inúmeros achados tais como os seus serão encontrados. ----- Em uma pesquisa, 70% das pessoas com mais de 20 anos, submetidas ao exame (ressonância magnética) apresentaram protusões discais na coluna cervical. 
No entanto, elas não possuíam dor na região cervical e/ou cabeça (SEM DOR). ----- Em outra pesquisa, agora na coluna lombar:
37% das pessoas com mais de 20 anos,
80% das pessoas com mais de 50 anos, e;
96% das pessoas com mais de 80 anos possuem degeneração discal. Todos assintomáticos (SEM DOR). ----- 30% das pessoas com mais de 20 anos,
60% das pessoas com mais de 50 anos, e;
84% das pessoas com mais de 80 anos possuem degeneração discal. Todos assintomáticos (SEM DOR). ----- Desta forma, não se assuste! A apresentação desses achados no exame de imagem (ressonância magnética), é normal. Faz parte do processo de envelhecimento fisiológico. 

O que eu quero dizer com todos esses números?
Não existe correlação entre grande parte dos achados nos exames de imagem (bico de papagaio, artrose, protusão ou abaulamento discal, etc) com os sintomas referidos pelos pacientes (a dor nas costas).

Acredito que você possa estar se perguntando: "então, porque minha coluna dói?" Existe fatores biopsicosociais que levamos em concideração quando falamos de dor na coluna vertebral, fora isso, precisamos fazer uma avaliação física para identificar possíveis bloqueios articulares, fraqueza muscular, hipermobilidades, e claro a falta de uma prática de exercício físico regular é sem duvida o grande problema dessa onda de dores na coluna.

Assim como temos cabelos brancos e rugas que mostram a nossa "velhice", temos também esses achados clínicos em imagens que a grosso modo são nossas rugas internas. Exame de imagem serve para descartar patologias graves e severas, como por exemplo, um câncer, uma fratura, hemorragia,e não para dar diagnóstico sem ao menos ter realizado uma avaliação física minuciosa. 

Gabriela Amaral  

CREFITO 3/ 190210-F

Fisioterapeuta


FALE CONOSCO

TELEFONE: (11) 4586-5624
WHATSAPP: (11) 99906-1604

E-mail: contato@institutobasis.com.br

Rua Cap. Cassiano Ricardo de Toledo, 191. Sala1002 -  Chácara Urbana - Jundiaí, SP

INSCREVA-SE

Inscreva seu email e receba nossas novidades:


SIGA-NOS